quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Emagrecendo com Cristo


Eu e minha esposa resolvemos fazer um regime por estarmos um "pouco" acima do peso.



Como fazer regime nunca foi fácil, resolvi pedir ajuda ao Senhor e ir para palavra e o Senhor me ajudou muito com esse estudo, vou emagrecer rapidinho se você quiser emagrecer aprenda abaixo a melhor maneira:

Muitos crentes hoje em dia passam por esse questionamento: “É pecado ser gordo ?” Muitos não tem a resposta para tal questionamento. Sabemos que muitas pessoas que são obesas, tem uma causa biológica ou patológica, pois sofrem de doenças que causam obesidade, mesmo que a pessoa não come muito. Mas muitos outros, são “gordinhos” porque comem sempre o que gostam e comem muito, além de sua fome, para saciar sua vontade de comer. Comem “com os olhos não com o estômago”. E isso é algo que devemos refletir na vida espiritual de um servo de Deus.
Esse não é um assunto muito agradável de se tratar. Os crentes, como os incrédulos, gostam de se reunir e passar tempo conversando e tendo comunhão entre si. Os pecadores recorrem à bebida para que tais encontros se completem. Já os crentes, não bebem, mas comem. A refeição em si não é o problema. Mas o problema é que todo o tipo de reunião cristã, torna-se um motivo de comer bastante guloseimas e salgados , regados a muito refrigerante alimentos prejudiciais a saúde.
Nosso objetivo aqui neste estudo não é causar pânico para os momentos de refeição dos crentes, mas colocar um alerta para todos os filhos de Deus a terem moderação em todas as coisas (
Filipenses 4:5
Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor.
) e que deve ser conhecida por todos.

Nos tempos do Antigo Testamento, ser gordo era sinal de sucesso pessoal (Dt.31:20; Pv.15:30; Jr.5:28).
Para um povo a quem ter o bastante para comer era um problema constante, a gordura era sinal de abundância. É fácil ver porque a gordura era um símbolo freqüente de excelência e desejo no Antigo testamento. Os espias foram enviados a Canaã para ver se a terra era fértil, “gorda” (Nm.13:20) ou estéril.

Glutão – Pessoa que comete excessos quanto a seus hábitos alimentares. A glutonaria é mais do que comer em demasia. Em sua associação com a embriaguez, descreve uma vida entregue aos excessos (Pv.23:21; Dt.21:20).

Os dicionários associam a palavra “glutão” à palavra “guloso” que significa “viciado em comida”. E como todo vicio não é bom, o vício em comer também deve ser observado como um problema e também deve ser tratado como um problema físico e espiritual.



Vejamos os versículos na Bíblia que falam sobre o assunto e vejamos qual a visão de Deus sobre a questão de ser gordo, glutão e cometer excessos na comida:

Dt.31:20 – “Quando eu tiver introduzido o meu povo na terra que mana leite e mel, a qual, sob juramento, prometi a seus pais, e, tendo ele COMIDO, e se FARTADO, e ENGORDADO, e houver tornado a outros DEUSES, e os houver servido, e ME IRRITADO, e anulado a minha aliança;” (grifo meu)
O fato do homem ter engordado, significa que ele tenha irritado a Deus, colocando a comida ou sua apreciação pela comida como outros deuses e servindo a esses deuses ? O fato é que depois de terem comido, se fartado e engordado, ele se voltaram a outros deuses, irritando a Deus. Lembrando que ser gordo nessa época era sinal de sucesso. Queriam parecer bem sucedidos aos olhos humanos mas estavam irritando a Deus com seus excessos.

Jz.3:17-22 – “Levou o tributo a Eglom, rei dos moabitas; era EGLOM HOMEM GORDO. Tendo entregado o tributo, despediu a gente que o trouxera e saiu com ela. Porém voltou do ponto em que estavam as imagens de escultura ao pé de Gilgal e disse ao rei: Tenho uma palavra secreta a dizer-te, ó rei. O rei disse: Cala-te. Então, todos os que lhe assistiam saíram de sua presença. Eúde entrou numa sala de verão, que o rei tinha só para si, onde estava assentado, e disse: Tenho a dizer-te uma palavra de Deus. E Eglom se levantou da cadeira. Então, Eúde, estendendo a mão esquerda, puxou o seu punhal do lado direito e lho cravou no ventre, de tal maneira que entrou também o cabo com a lâmina, e, porque não o retirou do ventre, a gordura se fechou sobre ele;”
Eglom era homem gordo e pagão. Deus levantou o juiz no meio do povo de Israel para o matar e livrar Israel de sua opressão.

Pv.23:2 – “mete uma faca na garganta se és homem glutão”
Os versículos de 1 a 3 relatam o modo de proceder à mesa. Essa hipérbole mostra que a glutonaria deve ser evitada a todo custo e se necessário por meios extremos. É melhor deixar o vício da comida do que morrer. Esse é o conselho do sábio.



Pv.3:20,21 – “Não estejas entre os bebedores de vinho e os comilões de carne. Porque o beberrão e o comilão caem em pobreza; e a sonolência vestirá de trapos o homem.”
O glutão e o beberrão são péssima companhia e o sábio nos aconselha a não estar entre eles. A consequência de seus excessos são pobreza e sonolência que o fará se vestir de trapos.

Is.10:16 – “Pelo que o Senhor, o Senhor dos Exércitos, enviará a tísica contra os seus homens, TODOS GORDOS, e debaixo da sua glória acenderá uma queima, como a queima de fogo.”
Deus iria punir os assírios enviando sobre eles a tísica (tuberculose pulmonar); uma característica desses homens maus eram que eles eram “todos gordos”. Deus puni-los por seus pecados.

Jr.5:26-29 – “Porque entre o meu povo se acham perversos; cada um anda espiando, como espreitam os passarinheiros; como eles, dispõem armadilhas e prendem os homens. Como a gaiola cheia de pássaros, são as suas casas cheias de fraude; por isso, se tornaram poderosos e enriqueceram. ENGORDAM, tornam-se nédios e ultrapassam até os feitos dos malignos; não defendem a causa, a causa dos órfãos, para que prospere; nem julgam o direito dos necessitados. NÃO CASTIGARIA EU ESTAS COISAS ? – diz o Senhor dos Exércitos; NÃO ME VINGARIA EU DE NAÇÃO COMO ESTA ?”
Um dos pecados que Judá estava cometendo era engordar (vs.28) e Deus pergunta no vs. 29 se ele não castigaria estes pecados.

Gl.5:21 – “invejas, bebedices, GLUTONARIAS e semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora vos preveni, que NÃO HERDARÃO O REINO DE DEUS OS QUE TAIS COISAS PRATICAM.”
O glutão não pode herdar o reino de Deus enquanto continua no seu pecado.

Tt.1:12 – “Foi mesmo, dentre eles, um seu profeta, que disse: Cretenses, sempre mentirosos, feras terríveis, ventres preguiçosos.”
Os falsos mestres cretenses tinham a fama de “ventres preguiçosos”, no grego: “glutão”. Epimênides disse isso no século VI a.C.


Talvez você agora possa estar dizendo as mesmas palavras que os seguidores de Cristo após ouvirem que deveriam buscar a Ele e não os pães e peixes: “Duro é este discurso; quem o pode ouvir?” (Jo.6:60)



Conclusão:

Deus não julga a comida pecado. E nem espera que possamos depender dela pra nossa alegria e felicidade. Deus não espera de nós glutonaria, mas sim moderação.
Rm.12:3 – “Porque, pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um.”
2 Tm.1:7 – “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.”
Fp.4:5 – “Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor.”


Moderação – É auto-controle, domínio próprio, disposição que não é propensa a impulsos repentinos ou excessos.
Embora o termo raramente ocorra na Bíblia, o conceito de moderação é comum. Os fariseus não eram moderados. Jesus os descreveu dizendo: “Coais o mosquito e engolis o camelo.” (Mt.23:24). Eles davam ênfase a aspectos menores da lei, mas deixavam de lado as questões mais importantes.
Ao contrário deles, os crentes em Cristo devem ser moderados em todas as coisas e áreas da vida.

Vamos praticar Fp.4:5 e encarar o desafio de fazer nossa moderação no comer ser conhecida de todos os homens.



Nenhum comentário:

Postar um comentário